Agenda

Confira as próximas datas...

Leia Mais

Podoposturologia

A podoposturologia é o ca...

Leia Mais

Microfisioterapia

É uma técnica Francesa ...

Leia Mais

Osteopatia

E uma técnica de terapia ...

Leia Mais

A interpretação da etiologia e sintomatologia sobre as funções dos diferentes tecidos embrionários

Nenhum comentário em A interpretação da etiologia e sintomatologia sobre as funções dos diferentes tecidos embrionários

A microfisioterapia vai identificar as possíveis etiologias que perturbam os pacientes. Em cada etiologia, vamos encontrar um ponto chamado “relais”. A partir deste ponto, encontraremos a inscrição da lesão do tecido de um ou mais níveis sobre a linha sagital anterior (LIA) ou linha sagital posterior (LIP) que nos da os vários sintomas dos pacientes.

Nós podemos pensar que essa inscrição lesional não é feita aleatoriamente em relação as diferentes funções dos tecidos embriológicos afetados ou dos diferentes orgãos, que nos dará uma indicação de como o paciente experimentou essa etiologia e, assim, a sua percepção no momento do evento ambiental.

Na verdade todos os seres vivos estão em constante adaptação a um ambiente de mudança, quer em relação a uma situação traumática, tóxica ou emocional. Quando um indivíduo não pode ou não sabe se adaptar ao ambiente ele está em inibição de ação (nem ataca e nem foge) que Henri Laborit chamava no seu tempo de “overstress”.

Podemos dizer que toda doença começa por um overstress que é uma inibição de ação em relação as condições ambientais.
Porém, cada pessoa não vai viver essas situações dramáticas da mesma forma. A resposta de cada indivíduo dependerá do seu conhecimento e do conhecimento que o seu clã o enviou. Assim uma resposta depende do sexo, da lateralidade (destro ou canhoto), status social, cultura etc.

Na verdade a natureza constrói as suas próprias leis como consequência necessária da coerência. A coerência do todo solicita a inclusão de todos os aspectos da natureza.

Podemos chamar essa forma de vivenciar um evento perturbador de percepção ou sentimento que é único e específico de cada indivíduo e depende da interpretação que faz nosso cérebro da realidade.

Nós encontraremos uma interpretação nas diversas funções dos tecidos embrionários e das funções dos orgãos procedentes destes tecidos embrionários.

A DOENÇA COMO UM EVENTO A TRÊS NÍVEIS

rokim-01

 

 

OS DIFERENTES TECIDOS EMBRIONÁRIOS E SEUS ORGÃOS DERIVADOS

– A endoderma

A endoderme é originária do intestino primitivo a as princípais funções do intestino primitivo são: a identificação do pedaço (é feita inicialmente por fibras nervosas e linfócitos); secreção (fazer deslizar o pedaço ou do evento ambiental); a assimilação (aceitação do pedaço ou do evento ambiental); o transito ou a progressão do pedaço (músculos lisos). Essas funções estão acopladas umas nas outras.
Ela pode ser associada a necessidade VITAL de pegar o pedaço de alimento, fazer progredir, assimilar o pedaço e de eliminar o pedaço. Sabemos também que nosso cérebro processa qualquer situação de forma intestinal e a função do orgão afetado nos dará uma percepção específica. Ex: não consigo engolir uma situação (progredir o pedaço), não consigo perdoar ou esquecer uma situação ( eliminar o pedaço).

– A Mesoderma

A mesoderma forma nossos tecidos de suporte. Tecido conjuntivo, músculos, ossos, articulações, cápsulas articulares, ligamentos, artérias, veias, ganglios linfáticos.
A função desse tecido permite a manutenção (estrutura) e a ação do ser vivo em relação ao meio ambiente.
Quando esses tecidos estão afetados nós podemos pensar que a pessoa vivenciou uma impotência/desvalorização, que é o tema principal com uma função específica para cada orgão. De fato a articulação do quadril não tem a mesma função que a articulação do ombro por exemplo.
A mesoderme também dá a derme uma função de proteção, uma vez que é originaria do cório. Podemos também pensar sobre esse assunto mais específico para a derme ou seja, perda de proteção ou afetar a integridade da pessoa. Neste caso pensaremos em uma sitiação de impotência com suas múltiplas facetas e/ou com uma perda de proteção.

– A Ectoderme

O ectoderma é a origem do nosso sistema nervoso , a nossa pele e todos os tecidos de revestimentos incluindo a mucosa e epitélio.
A função desse tecido é transmitir a informação bioquíma elétrica pelo sistema nervoso em relação a uma adaptação ao ambiente. Nos também encontramos uma função de contato do ambiente com a pele.
A temática principal deste tecido é relacionada ao contato sobre todas as suas formas e características e as perdas funcionais decorrentes do déficte de transmissão de informações (olfativas, auditivas, gustativas).
Quando este tecido é afetado o paciente pode estar vivendo uma situação com a problemática relacional (território), separação ou um problema de transmissão de informação (perda função).

A IMPORTANCIA DO SENTIMENTO
Vemos a importância do meio ambiente e sobretudo da interpretação que nosso cérebro vai fazer que é única de cada indivíduo e afeta um tipo de tecido embrionario (endoderma, mesoderma ou ectoderma).

CONCLUSÃO

Esta leitura ou esta interpretação dos impactos lesionais sobre LSA e LSP nos permite interpretar de maneira exata, biológica , os diferentes sentimentos face a um evento ambiental e ao mesmo tempo permitir ao paciente a tomada de consciência do conflito responsável pelos seus sintomas ou do seu mal estar para que ele possa mudar esse evento da maneira mais adequada, o que também irá resultar em uma mudança nos sintomas.
O paciente se tornara autor ou co-autor de sua vida e não telespectador. A física quântica nos diz que o observador muda a informação recebida.

Fonte – http://www.acdmicrokinesitherapie.fr/corbeel.php

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *